Três homens morreram em tiroteio na noite de quinta-feira (10) em bar localizado em Ibiporã, na Região Metropolitana de Londrina. Segundo informações, quatro homens usando máscaras de palhaço chegaram no estabelecimento na Rua Amazonas e começaram a disparar.

A princípio, a polícia trabalha na hipótese de execução, mas acredita que o alvo era apenas um dos mortos.
Testemunhas relataram que um dos mortos, identificado pelo primeiro nome de Wallace estava no outro lado da rua, em frente ao bar, quando os assassinos chegaram. A segunda vítima, identificada como Douglas César, de 36 anos, estava com outras pessoas no estabelecimento.

Wallace, temendo pela própria vida, tentou correr em direção ao bar no momento em que os criminosos abriram fogo e o mataram. Os tiros atingiram Douglas, que estava sentado em uma das mesas, se assustou com toda a situação e ao levantar da cadeira para se esconder foi baleado na cabeça, também morrendo no local.
A terceira vítima e dono do bar identificado como José Antônio da Silva Filho também acabou ferido com três tiros nas costas e foi socorrido em estado grave pelo Siate. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu durante a madrugada já desta sexta-feira (11), segundo confirmou a Polícia Científica.

A polícia já sabe que Wallace era cunhado de Gustavo Henrique da Silva, que foi morto aos 24 anos no dia 10 de fevereiro deste ano na rua Ibrahim Prudente da Silva, em Ibiporã. Ele também já teria sido jurado de morte, e teria envolvimento com o tráfico de drogas.

Já o segundo homem que morreu, Douglas, não tinha envolvimento com Wallace e não o conhecia. Ele foi morto de forma inocente por estar ali no momento do crime. A reportagem apurou que ele trabalhava em uma pedreira em Ibiporã, e deixa esposa e uma filha.

José Antônio também morreu por engano. Ele morava nos fundos do bar.

A Polícia Civil foi acionada e deve investigar o triplo-homicídio. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina.
Fonte da Noticia: 24h.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.